4 aulas, 2h cada

Como se fosse um operário-padrão do cinema reconhecido por sua assinatura singular, Woody Allen vem realizando quase um filme por ano há cinco décadas. São números que impressionam sobretudo pela regularidade em termos de qualidade e porque Allen também escreve e atuou na maioria deles. Além disso, é um caso raro de quase unanimidade entre crítica e público. Explorar a riqueza da obra deste autor genial é o objetivo do curso, ilustrado por cenas de dezenas de filmes.


AULA 1 – As obsessões do diretor e roteirista: os temas preferidos e suas marcas registradas.

As influências da stand up comedy e do cinema mudo no inicio da carreira. As invenções formais a partir de “Annie Hall”. O sonho e a frustração do cineasta “bergmaniano”. A importância das parcerias com diretores de fotografia como Gordon Willis e Carlo Di Palma.

AULA 2 – A persona tragicômica: Woody Allen por ele mesmo e seus alter-egos.

O neurótico e hipocondríaco, o intelectual em crise, o sedutor desastrado.

AULA 3 – A presença feminina: como Allen vê as mulheres – e se relaciona com elas.

O casamento artístico com Diane Keaton e Mia Farrow. Os dramas femininos nos incompreendidos “Interiores”, “Setembro” e “A Outra”. As novas musas. Mulheres que dão voz aos desejos, medos e angústias do diretor.

AULA 4 – De Nova York para o mundo, no ritmo do jazz e outros sons: as cidades como personagens e as trilhas sonoras inesquecíveis.

As memórias evocadas pelas canções de “A Era do Rádio”. O uso criativo da música na narrativa. A sinfonia em preto e branco de “Manhattan”. A implicância com Los Angeles. A fase “turística”.